Não foi encontrada mudança na Nankai Trough

Os especialistas não encontraram nenhuma alteração na calha que possa causar o temido megaterremoto.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa em frente a AMJ (NTV)

A Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou, na quinta-feira (7), sobre o resultado do estudo de avaliação feito pelos especialistas em relação ao megaterremoto que poderá ocorrer na Nankai Trough.

Publicidade

O resumo é de que “não houve nenhuma mudança específica”.

Esse estudo é realizado com frequência para verificar se ocorre alguma mudança nessa fossa e se há alguma atividade sísmica, pois será a desencadeadora do temido terremoto, o qual poderá ocorrer dentro dos próximos 30 anos, com uma probabilidade de 70 a 80%.

O estudo foi realizado no final do mês passado. Outro resultado divulgado foi de que o terremoto de magnitude 4,9 que ocorreu na parte sul da província de Tokushima em 17 de junho, dentro da placa do Mar das Filipinas, não alterou o estado da calha de Nankai.

Por outro lado, o professor emérito Naoshi Hirata, da Universidade de Tóquio, o presidente do grupo de estudo de avaliação, disse que em relação à subsidência do solo de longo prazo observada em Omaezaki (Shizuoka), não mudou a tendência significativamente na Placa das Filipinas.  

Mesmo que não tenha sido observada nenhuma mudança específica na Nankai Trough, os especialistas recomendam não descuidar da prevenção, achando que não ocorrerá o megaterremoto.

Fonte: NTV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Guerra na Ucrânia colocou 71 milhões de pessoas na extrema pobreza

Publicado em 8 de julho de 2022, em Notícias do Mundo

Regiões geograficamente próximas à Rússia e Ucrânia enfrentam os impactos mais drásticos, junto com nações africanas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Uma agência das Nações Unidas diz que o número de pessoas na extrema pobreza em países em desenvolvimento aumentou em 71 milhões nos 3 meses após o início da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Publicidade

O Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (UNDP) divulgou na quinta-feira (7) um relatório sobre o impacto da guerra na Ucrânia, a qual fez aumentar os preços de energia e alimentos.

O UNDP diz que preços em alta para commodities principais estão tendo impactos imediatos e devastadores sobre os lares mais pobres.

Ele diz que países na Ásia Central e em outras regiões geograficamente próximas à Rússia e Ucrânia enfrentam os impactos mais drásticos, junto com nações africanas que dependem de importações de alimentos.

A agência também diz que nações em desenvolvimento não podem responder ao problema devido aos seus altos níveis de dívidas soberanas e reservas fiscais esgotadas.

O UNDP diz que essas dificuldades empurraram o número daqueles vivendo com menos de US$3,2 por dia em 71 milhões em 3 meses desde março.

A agência das Nações Unidas está pedindo à comunidade internacional que dê suporte aos países através de alívio de dívida e outras medidas.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência