Terremoto de domingo não desencadeará o temido Nankai Trough

Foi o que afirmou a AMJ depois da ocorrência do terremoto de magnitude 5,9 ao sul do Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O X em vermelho mostra o epicentro perto da Península de Osumi, prov. de Kagoshima (Yahoo!)

Por volta da 00h02 de domingo (2), ocorreu um terremoto com intensidade sísmica máxima de 5 graus, cujo epicentro foi na costa leste da Península de Osumi, na província de Kagoshima.

Publicidade

De acordo com informações da Agência de Meteorologia do Japão (AMJ), esse terremoto com intensidade sísmica máxima de 5 sacudiu uma cidade na província de Miyazaki.

Esse terremoto ocorreu na costa da Península de Osumi, inicialmente anunciado pela AMJ como sendo um de magnitude 5,8 e profundidade de 30km, cuja informação foi corrigida posteriormente para 5,9 e 29km, respectivamente.

A cidade de Nichinan (Miyazaki) teve tremor de intensidade 5 enquanto outras 6 tiveram de intensidade 4. Tremores de intensidade máxima 3 foram sentidos nas províncias de Ehime, Saga, Kumamoto, Oita, Miyazaki e Kagoshima.

Não houve relatos de feridos e danos materiais.

A AMJ está pedindo cautela, pois poderão ocorrer terremotos com intensidade sísmica máxima de cerca de 5 nesta semana em algum ponto da mesma área, especialmente até terça-feira.

Esse terremoto foi motivo de preocupação da população de Kyushu, temendo que fosse o desencadeador do megaterremoto Nankai Trough.

Mas, a AMJ informou que “ocorreu fora da região focal hipotética desse temido Nankai Trough“, o qual está previsto para ocorrer a qualquer tempo.

Fontes: Yahoo! e NTV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Jovem turista morre no México após comer burrito

Publicado em 3 de outubro de 2022, em Notícias do Mundo

O turista britânico de 19 anos morreu em decorrência de reação alérgica no México após comer um burrito que continha gergelim, apesar de alertar o restaurante sobre sua condição.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Burritos vegetarianos (ilustrativa/banco de imagens)

Um jovem turista britânico morreu em decorrência de reação alérgica no México após comer um burrito vegetariano que continha gergelim, apesar de alertar funcionários do restaurante sobre sua condição, segundo um inquérito.

Publicidade

Joe Dobson, de 19 anos, de Londres, perguntou aos funcionários do restaurante várias vezes em espanhol e em inglês para ter certeza de que não havia gergelim na comida, ouviram investigadores do tribunal de South London.

Amigos dele afirmaram que após três mordidas Joe percebeu que havia gergelim em sua comida, mas disse que funcionários do restaurante não pareciam preocupados com sua alergia e não chamaram uma ambulância.

Em 1º de novembro do ano passado, Joe, que passeava com seus amigos na cidade turística de Playa del Carmen em Quintana Roo, havia deixado sua EpiPen (caneta de adrenalina autoinjetável) no apartamento onde estavam hospedados, mas até a hora que voltaram já era tarde demais.

O jovem estava cada vez mais com dificuldades de respirar, ficando inconsciente antes de morrer depois no hospital.

O investigador Mark Taylor disse que a morte de Joe “não deveria ter acontecido”, acrescentando que o jovem “fez racionalmente tudo que ele podia” para alertar o restaurante.

Fonte: Daily Mail

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância