Rússia aumenta defesas perto do Japão, acusa EUA de expandir presença na região Ásia-Pacífico

A ação faz parte de um fortalecimento mais amplo de defesas russas em sua vasta região no leste, disse o ministro da Defesa Sergei Shoigu.

As Ilhas Curilas, marcadas como Kuril Islands no mapa (banco de imagens)

A Rússia disse na quarta-feira (22) que uma divisão de seus sistemas de defesa de mísseis costeiros Bastion havia sido movimentada para Paramushir, uma das ilhas Curilas no norte do Pacífico, algumas das quais o Japão reivindica como seu território.

Publicidade

A ação faz parte de um fortalecimento mais amplo de defesas russas em sua vasta região no leste, disse o ministro da Defesa Sergei Shoigu, parcialmente em resposta ao que ele chamou de esforços dos EUA de “conter” a Rússia e a China.

“Para conter a Rússia e a China, os EUA estão aumentando significantemente sua presença militar na região Ásia-Pacifico, fortalecendo suas ligações políticas e militares com seus aliados, continuando a criar uma nova arquitetura de segurança americana nessa região”, disse Shoigu em um vídeo de seu discurso publicado pelo Ministério da Defesa da Rússia.

Shoigu disse que o sistema Bastion aumentaria a segurança russa em torno da cadeia de ilhas Curilas.

O Japão, um aliado próximo dos EUA, reivindica as 4 ilhas Curilas no sul, as quais foram dominadas por forças soviéticas no fim da 2ª Guerra Mundial. O Japão não reivindica Paramushir, uma das ilhas Curilas no norte.

A situação tem impedido que Moscou e Tóquio assinem um acordo de paz formalmente para acabar com as hostilidades.

Fonte: Japan Today

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Monte em Nagano, na divisa com Gunma, com aumento na inclinação e terremotos vulcânicos

Publicado em 23 de março de 2023, em Tempo

Foram constatadas atividades no Monte Asama, como expansão em uma área e terremotos vulcânicos.

Monte Asama, com atividades vulcânicas, fotografado às 15h59 de quarta-feira (WeatherNews)

Às 16h de quarta-feira (22) a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) fez uma explicação sobre a situação vulcânica do Monte Asama, localizado na província de Nagano, na divisa com Gunma.

Publicidade

O Monte Asama, de 2.568 metros de altura, poderá ter elevação do nível de alerta vulcânico em função das atividades. Segundo a AMJ foi constatada uma ligeira mudança de inclinação por volta de 15 deste mês, no lado oeste com uma expansão, e os terremotos vulcânicos começaram a ser observados desde terça-feira (21), com hipocentros na parte rasa do vulcão, abaixo do cume. Foram observados 39 terremotos na terça e 37 até as 15h de quarta-feira.

Desde agosto de 2021, está sendo mantido o nível de alerta 1 ao Monte Asama, pois é um vulcão ativo. Se a atividade vulcânica aumentar ainda mais existe a possibilidade de elevação do nível de alerta de erupção. 

A AMJ recomendou à população local ficar atenta às informações e aos escaladores que sigam as instruções dos governos locais e não entrem em áreas perigosas.

Fontes: WeatherNews e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!