Preços dos alimentos aumentam em ritmo mais rápido no Japão

Os preços de mais de 20 mil itens alimentícios subiram ou devem subir no Japão neste ano, podendo alcançar 30 mil, visto que há probabilidade dos efeitos do trigo mais caro se espalharem.

Prateleira de macarrão instantâneo, cujos preços também devem subir neste ano (banco de imagens)

Os preços de mais de 20 mil itens alimentícios subiram ou devem subir no Japão neste ano, mostrou uma pesquisa nesta terça-feira (18), com o número excedendo o limite 3 meses antes do que em 2022.

Publicidade

O número poderia eventualmente alcançar 30 mil itens neste ano, comparado com 25.768 em 2022, visto que há probabilidade dos efeitos de preços mais caros do trigo se espalharem, disse a Teikoku Databank, que compilou a pesquisa, a qual cobriu 195 principais fabricantes de alimentos.

Preços de 14.783 itens, incluindo comida congelada e temperos, já subiram neste ano, de acordo com a pesquisa.

Os preços para 5.220 itens adicionais, incluindo algas, lascas de peixe bonito (katsuoboshi) e macarrão instantâneo, devem aumentar em 2023, de acordo com a pesquisa.

A Teikoku Databank disse que fabricantes de alimentos ainda precisam passar por completo os custos mais altos de materiais aos clientes.

“Muitas fabricantes ainda não conseguiram aumentar o suficiente por preocupações de que os aumentos do ano passado poderiam reduzir o consumo”, disse um funcionário da empresa de pesquisa.

O governo aumentou neste mês os preços de trigo importado que ele vende a companhias de moagem, e os dos ovos estão subindo devido a surtos de gripe aviária.

Além disso, custos mais altos de eletricidade, mão de obra e logística pressionam a indústria alimentícia.

Fonte: Nippon, Jiji

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão: governo indeniza mais 12 casos por mortes após vacinações da Covid

Publicado em 18 de abril de 2023, em Sociedade

Os 12 homens e mulheres entre 23 e 93 anos morreram em decorrência de parada cardíaca, hemorragia cerebral, morte repentina e outras causas após serem vacinados contra Covid.

A compensação foi autorizada pelo ministério na segunda-feira (17), baseada na lei de imunização do país (ilustrativa/banco de imagens)

O Ministério da Saúde do Japão aprovou pagamentos para outros 12 casos de pessoas que morreram após serem imunizadas com vacinas contra coronavírus.

Publicidade

A indenização foi autorizada pelo ministério na segunda-feira (17), baseada na lei de imunização do país.

Segundo autoridades, 12 homens e mulheres entre 23 e 93 anos morreram em decorrência de parada cardíaca, hemorragia cerebral, morte repentina e outras causas após receberem doses de vacinas contra Covid.

Dizem que onze delas tinham comorbidades, incluindo hipertensão e diabetes. O ministério disse que baseado em suas certidões de óbito e histórico médico, ele não pode negar uma ligação causal entre as mortes e as vacinações.

Até agora, em 53 casos foram feitos pagamentos.

O ministério não revelou o tipo de vacina ou quantas doses foram administradas.

Ele disse que uma das 12 solicitações aprovadas na segunda-feira foi apenas para cobertura de despesas com funeral.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!