Ucrânia encontra mais componentes chineses em armas russas

Informações reunidas por especialistas ucranianos do campo de batalha indicaram que componentes feitos na China foram encontrados em equipamento russo.

Bandeiras da China e Rússia (banco de imagens)

Forças ucranianas estão encontrando vários componentes da China em armas russas usadas na Ucrânia, disse um principal assessor no escritório do presidente Volodymyr Zelensky à agência de notícias Reuters, visto que os fornecimentos do Ocidente foram apertados pelas sanções.

Publicidade

“A tendência agora é que há menos componentes produzidos no Ocidente, mas não é difícil adivinhar qual país os fabricou. Claro, a China”, disse em uma videochamada Vladyslav Vlasiuk, que orienta o chefe de estado do presidente sobre políticas de sanções.

A China nega repetidamente o envio de equipamento militar para a Rússia desde a invasão de Moscou à Ucrânia em fevereiro de 2022.

A agressão desencadeou sanções do Ocidente, incluindo sobre o envio de tecnologia militar e de uso duplo, como microchips que podem ser utilizados em aparelhos comuns ou armas.

Informações reunidas por especialistas ucranianos do campo de batalha e compartilhadas com a agência de notícias Reuters indicam que componentes feitos na China foram encontrados em um sistema de navegação de drones Orlan, os quais antes usavam um sistema suíço.

Os especialistas também reportaram ter descoberto peças chinesas no sistema de controle de incêndio em tanques russos que antes usavam peças fabricadas na França.

Questionado sobre se companhias chinesas haviam fornecido peças para equipamento militar russo, o escritório do porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China disse à Reuters: “Por toda a história, a China lança cooperação de comércio normal com todos os países, incluindo a Rússia, baseada na igualdade e benefício mútuo”.

O principal diplomata dos EUA, Antony Blinken, disse em março que a China “ainda não havia atravessado a linha” de fornecimento de auxílio letal para a Rússia.

Contudo, autoridades nos EUA observam os desenvolvimentos de perto e estão preocupadas, em particular, pelos chamados produtos de uso duplo, como eletrônicos que podem ser usados, digamos, em um micro-ondas ou um míssil.

Fonte: Straits Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Nagoia entra nos 50 destinos extraordinários do mundo da revista Time

Publicado em 17 de abril de 2023, em Artigos de Turismo

Ao ver Nagoia nessa seleção as pessoas podem se perguntar, o que tem de extraordinário na capital de Aichi, considerada sem graça. Veja o motivo.

Fotos de diversos lugares eleitos como os 50 melhores destinos turísticos do mundo pela revista Time (reprodução)

A edição de 2023 do The World’s Greatest Places ou os melhores lugares do mundo, na tradução livre, da revista americana Time foi anunciada em março. Os correspondentes e colaboradores internacionais da revista selecionaram 50 cidades consideradas extraordinárias como destinos turísticos do mundo

Publicidade

Entre as cidades turísticas mundialmente famosas, como Nápoles na Itália, Viena na Áustria, Washington D.C. nos Estados Unidos, Barcelona na Espanha e St. Moritz na Suíça, do Japão foram selecionadas Quioto e Nagoia. 

É perfeitamente compreensível que Quioto seja uma das escolhidas pelos inúmeros patrimônios mundiais e outras belezas, tanto históricas, sazonais, culturais ou tradicionais.

Mas, Nagoia certamente foi uma surpresa para todos, pois é considerada uma capital sem graça. Quem se alegrou foram as autoridades locais e as agências de turismo. 

Um dos motivos da escolha de Nagoia como um dos destinos extraordinários do Planeta foi o Chita Whiskey. Sim, essa bebida da Suntory entrou como um dos atrativos da província de Aichi.

Mas, o outro destaque é compreensível: a escolha foi por causa do Ghibly Park.

À esq. o whisky Chita da Suntory e à dir. um dos cenários do Ghibli Park (reprodução)

Nagoia tem sido um pit stop dos trens-bala entre Tóquio e Quioto enquanto os viajantes contornam o centro industrial do país, uma paisagem contraditória de fábricas e florestas que inclui a destilaria da Suntory, na costa em Chita, famosa por seu uísque premiado, e o tão esperado Ghibli Park, um parque temático celebrando os filmes do lendário animador Hayao Miyazaki”, diz o texto traduzido livremente para o português.

“As atrações imersivas do Ghibli Park, que dão vida aos filmes de animê de sucesso como Princess Mononoke, Meu Vizinho Totoro e o Castelo Animado, também imergem os visitantes na natureza”, descreve. Entre parênteses, ressaltou que “Miyazaki insistiu que nenhuma árvore foi danificada na construção do parque”.

O texto traz informações de hotéis e bares, além das visitas recomendadas na época da floração das cerejeiras. 

Por isso, está explicado porque Nagoia entrou nessa seleção de 2023 tão esperada pelas pessoas ao redor do mundo.

Veja todos os 50 locais escolhidos a dedo pela Revista Time tocando aqui.

Fonte: Time

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!