A incrível jornada de uma câmera perdida no mar

A câmera ficou no mar por 2 anos e graças a uma capa à prova d’água, continuou em perfeita condição de funcionamento.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A câmera foi parar em uma praia de Taiwan coberta de crustáceos e praticamente irreconhecível (NHK/reprodução)

Em uma extraordinária história de sorte e coincidência, uma câmera perdida no mar por mais de dois anos foi encontrada e será devolvida a sua dona.

Carregada pelas águas, ela foi parar em uma praia de Taiwan coberta de crustáceos e praticamente irreconhecível, mas graças a uma capa à prova d’água, continuou em perfeita condição de funcionamento.

A câmera, que continha mais de 900 imagens, foi encontrada por um grupo de estudantes e sua professora que decidiram tentar localizar o dono ao compartilhar a descoberta no Facebook.

E em um único dia eles conseguiram.

“Não pude acreditar”, disse a dona da câmera Serina Tsubakihara à BBC.

“Fiquei muito surpresa quando meus amigos me disseram sobre isso e me enviaram a postagem com aquelas fotos”.

A estudante universitária japonesa estava de férias na ilha de Ishigaki (Okinawa), que fica a cerca de 250Km ao leste de Taiwan, quando ela deixou a câmera cair.

“Eu estava praticando mergulho e perdi a câmera quando um de meus amigos ficou sem ar e precisou de minha ajuda”.

A odisseia submarina

Isso aconteceu em setembro de 2015 e quando a câmera caiu de suas mãos, Tsubakihara considerou que ela estava perdida para sempre.

Contudo, guardada de forma segura em uma capa, a câmera fez pequenas jornadas por sua conta.

A câmera viajou centenas de quilômetros e eventualmente foi parar em uma praia de Taiwan.

Nessa praia ela foi encontrada por um grupo de estudantes do primário em um dia de atividade que eles estavam limpando o local.

O mais surpreendente é que a criança que encontrou a câmera a ligou e ainda estava carregada.

Encontrando a dona

De volta à escola, a professora e seus alunos discutiram sobre o que fazer com a descoberta.

Como algumas fotos pareciam ser do Japão, a professora e os alunos acharam que o dono poderia ser de lá, então postaram mensagens em chinês e japonês.

Antes de se darem conta, o post havia sido compartilhado mais de 10 mil vezes em um único dia e encontrou seu caminho na direção de Tsubakihara.

A universitária japonesa disse à BBC que planeja ir a Taiwan em junho para agradecer a professora e os alunos e pegar sua câmera perdida há tanto tempo.

Fonte: BBC
Imagem: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

3 motivos para ir ao Castelo de Nagoia em festa

Publicado em 30 de março de 2018, em Sociedade

Além do Festival de Primavera, com sakura, foi inaugurado o novo point de comes e bebes da cidade e ainda acontecerá o Festival de Saquê.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Castelo de Nagoia e seus eventos na primavera 2018 (Wikimedia)

O Castelo de Nagoia é um dos pontos turísticos da capital de Aichi mais visitados. Não é para menos. Além da beleza da área, tem mil pés de cerejeiras, de 7 espécies diferentes, no parque do castelo.

De dia aprecia-se um tipo de paisagem e a noite as lanternas com luzes de cor rosa, mais a iluminação especial no castelo, dão um ar mágico para o local.

As cerejeiras estão em plena floração no Festival da Primavera que acontece no parque.

Imagem ilustrativa de saquê: embalagens diferentes e como deve ser servido

O segundo motivo é um evento promete intensificar o clima verdadeiramente nipônico. O Festival do Saquê convida os visitantes para saborearem diversos tipos sob as cerejeiras.

Ele tem início no sábado (31) e prossegue até 8 de abril, das 12h às 19h30. São 22 fabricantes desse vinho de arroz para escolher à vontade. Na segunda edição do festival, os fabricantes vêm de 3 províncias: Aichi, Gifu e Mie.

O ingresso antecipado custa 2,4 mil e no dia 2,6 mil ienes. Ao adquiri-lo ganha-se o direito de escolher um dos 3 recipientes próprios para a bebida, tem direito a um catálogo e 12 moedas para experimentar os diferentes saquês.

Caso queira moedas extras, 5 custarão mil ienes, 10 a 1,8 mil e 15 por 2,4 mil ienes.

Os ingressos antecipados podem ser adquiridos nas lojas de conveniência da região Tokai.

KinShachi Yoko-cho, recém-inaugurado

O terceiro motivo para a visita é que o KinShachi Yoko-cho foi inaugurado em grande estilo na quinta-feira (29). É o novo point de gastronomia local, com arquitetura tipicamente japonesa, com toque contemporâneo. Um deles fica próximo à entrada principal (seimon) e o outro, encostado da entrada leste (higashimon).

Toque aqui e será direcionado para o mapa para traçar sua rota até o castelo.

Fonte e fotos: divulgação

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades