Dois engenheiros suspeitos de fraudes em Brumadinho são presos

Segundo informações preliminares, os pedidos de prisão foram expedidos no fim de semana. Os homens foram presos em casa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A chamada pluma, mistura de rejeitos e água, resultante do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho – Reuters/Adriano Machado via Agência Brasil)

Dois engenheiros, suspeitos de fraudarem laudos técnicos da empresa Vale, permitindo operações na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte, foram presos na manhã desta terça-feira (29) em São Paulo. A ordem de prisão foi expedida pela Justiça de Minas Gerais.

Publicidade

Segundo informações preliminares, os pedidos de prisão foram expedidos no fim de semana. Os homens foram presos em casa. Há desdobramentos da operação também em Minas Gerais. Porém, não foram detalhadas as ações nem os locais.

A força-tarefa envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e Federal e a Polícia Civil, além de policiais, promotores e procuradores de Minas.

Ações

A Polícia Federal – em conjunto com o Ministério Público Federal, os ministérios públicos estaduais de Minas Gerais e São Paulo, e as Polícias Civil e Militar de Minas Gerais – deflagrou uma ação para cumprimento de mandados judiciais, visando a apurar responsabilidade criminal pelo rompimento de barragem que havia na mina do Córrego do Feijão em Brumadinho.

Os cinco mandados judiciais de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal em Belo Horizonte foram cumpridos nas cidades de Nova Lima (MG) e São Paulo (SP) em sedes de duas empresas e nas casas de pessoas relacionadas à Vale.

Sete mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho foram cumpridos na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes na capital paulista.

Cinco mandados judiciais de prisão temporária também expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho, com validade de 30 dias, foram cumpridos, sendo três na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes em São Paulo.

Outro lado

Em nota, a Vale diz que está à disposição das autoridades. “Referente aos mandados cumpridos nesta manhã, a Vale informa que está colaborando plenamente com as autoridades. A Vale permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas.”

Via Agência Brasil

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Governo autoriza bitrens na via expressa

Publicado em 29 de janeiro de 2019, em Sociedade

O governo japonês anunciou a autorização do uso dos bitrens de até 25 metros de comprimento. Por enquanto, em trecho limitado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bitrem de uma das transportadoras será visto na Shin Tomei (Sankei)

O Ministério da Terra, Infraestrutra, Transporte e Turismo do Japão anunciou na terça-feira (29) a liberação do uso dos bitrens em parte da via expressa no país.

Publicidade

Por enquanto o trecho autorizado é entre Ebina IC (Kanagawa) e Toyota Higashi IC (Aichi), na via expressa Shin Tomei, já a partir da data do anúncio.

Essa decisão tem como pano de fundo a falta de mão de obra no segmento de logística. Como os bitrens podem carregar o dobro de mercadorias, espera-se que amenize a falta de motoristas.

Depois de observar o comportamento o ministério pretende ampliar a permissão liberando outros trechos.

No futuro próximo pretende se empenhar no desenvolvimento de infraestrutura para esses caminhões, como espaço adequado no estacionamento das áreas de serviço das vias expressas.

Há algumas exigências para as transportadoras como o uso do ETC 2.0, instalações do sistema de frenagem antibloqueio e dispositivo de aviso de saída da faixa.

Em relação aos motoristas também há pré-requisitos. Deve possuir carteiras de habilitação para veículo de grande porte e de tração por 5 anos ou mais, além de treinamento por mais de 2 horas.

Um bitrem carrega o dobro de um caminhão comum (Car Watch)

Fontes: NHK, Sankei, JNN e Car Watch

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância