Soldado russo é condenado à prisão perpétua por crimes de guerra na Ucrânia

Um tribunal em Kiev transmitiu a sentença ao militar russo de 21 anos por atirar contra uma civil desarmado nos primeiros dias da guerra.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vadim Shishimarin, de 21 anos, foi condenado à prisão perpétua por crime de guerra (NHK)

Quase três meses após a Rússia ter lançado sua invasão, a Ucrânia viu seu primeiro julgamento por crimes de guerra contra um militar russo se encerrar na segunda-feira (23) com prisão perpétua.

Publicidade

Um tribunal em Kiev transmitiu a sentença ao soldado russo por atirar contra um civil desarmado nos primeiros dias da guerra.

Vadim Shishimarin, de 21 anos, foi condenado na segunda-feira por atirar e matar Oleksander Shelipov, de 62 anos, em 28 de fevereiro, apenas 4 dias após o presidente russo Vladimir Putin ter ordenado a invasão, no vilarejo de Chupakhiva, no nordeste da Ucrânia.

Shishimarin foi considerado culpado, mas disse que havia agido sob ordens, e pediu desculpas à viúva de Shelipov.

A Rússia nega que seus militares tinham como alvo civis durante toda sua invasão, mas a Ucrânia afirma que já está investigando cerca de 13 mil crimes de guerra.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que Moscou buscaria maneiras de defender Shishimarin.

Fonte: CBS News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Daihatsu informa mais suspensão da produção em maio e junho

Publicado em 24 de maio de 2022, em Economia

Foram aumentadas as datas de paralisação temporária em maio e já anunciou as datas de junho.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Canbus produzido na planta de Shiga (HP)

A montadora Daihatsu informou que teve que aumentar os dias de paralisação em maio das suas 3 plantas, entre os dias 23 e 25, pelo mesmo motivo de escassez de autopeças por causa da epidemia do coronavírus na China.

Publicidade

Todas as plantas da Daihatsu somarão 10 dias de paralisação, no total em maio, em datas intermitentes.

Junho também terá dias parados

Também já anunciou a suspensão da produção em junho, nas suas plantas: a 2, situada em Ryuo (Shiga), Oyamazaki em Quioto, e a de Kyushu, em Nakatsu (Oita).

A planta 2 de Ryuo será suspensa em 17 e 20 de junho, portanto, serão 4 turnos, onde se fabrica Daihatsu Rocky, Toyota Raize, Daihatsu Tanto, Subaru Chiffon e Daihatsu Move Canbus.

A de Quioto, onde se fabricam os modelos Boon da própria marca, além do Probox e Passo da Toyota, ficará fechada de 1.º a 3, portanto 3 turnos. 

Já a de Kyushu, em Oita, terá suspensão em 3 e 13, afetando 4 turnos, onde se produz Hijet e outros veículos da Subaru e Toyota.

Fontes: Response e Nikkan Jidosha Shimbun

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância