Sétimo tufão do ano não se aproxima do Japão

Um ciclone tropical se transformou em tufão, o sétimo, e não atrapalha o feriado. Mas, veja que tem um ciclone que poderá ser o próximo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Possível curso do tufão Mulan (AMJ)

Já estava previsto que um ciclone tropical se transformaria em tufão, na terça (9) ou quarta-feira (10). 

Publicidade

Às 16h27 de terça-feira a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou sobre a formação do 7.º tufão do ano, sobre o Mar da China Meridional.

Tem pressão atmosférica central de 996hPa e velocidade máxima do vento de 25m/s. Foi batizado de Mulan, nome atribuído pela China, o que significa o nome de uma flor. 

Ao diminuir de tamanho o Mulan deverá se aproximar do Vietnã na quinta-feira (11), portanto, sem influência no Japão. Isso significa que não há risco de atrapalhar o feriado de Obon.

No dia seguinte, quando se aproximar do Laos deverá voltar a ser um ciclone tropical. 

Mas, tem um ciclone tropical que provavelmente se transformará no oitavo tufão, o Meari, nome dado pela Coreia do Norte. Esse sim, poderá fazer um curso em direção ao Japão.

Fontes: AMJ e News Digest

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Exercícios militares da China mostram preparação para possível invasão, diz Taiwan

Publicado em 9 de agosto de 2022, em Ásia

A China usou a visita de Nancy Pelosi a Tapei como pretexto a fim de se preparar para uma possível invasão de Taiwan e expandir seu controle por toda a região.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aeronaves do Exército de Libertação Popular durante exercícios de combate em torno de Taiwan em 7 de agosto (NHK)

A China usou a visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Tapei como pretexto a fim de se preparar para uma possível invasão de Taiwan e expandir seu controle por toda a região, disse o ministro de Relações Exteriores da ilha, acrescentando que Pequim vinha planejando a ação há algum tempo.

Publicidade

Os exercícios militares recentes da China nos mares e ar em torno de Taiwan eram destinados a mudar o status quo (estado das coisas) no Estreito, disse Joseph Wu em uma coletiva de imprensa realizada em Taipei nesta terça-feira (9), acrescentando que a atividade se adicionou à preocupação de que Pequim pode proceder com uma invasão real.

As ambições da China não param em Taiwan, alertou Wu. Pequim está determinada a exercer controle por todos os mares do Leste e do Sul da China em cada extremo do Estreito de Taiwan, transformando a área toda em suas águas internas, acrescentou ele.

“Tenho certeza de que as atividades chinesas estão deixando nossos colegas como Japão muito nervosos e deixando nossos colegas no Sudeste Asiático muito nervosos também”, disse ele. “Estamos no mesmo barco”.

A China enviou mais de 120 aeronaves por toda a linha mediana do Estreito de Taiwan de 4 a 7 de agosto. Taiwan respondeu ao movimentar aviões e embarcações, emitindo alertas por rádio e implantando sistemas de mísseis com base em terra para monitorar as atividades.

Fonte: Bloomberg

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência