Turistas chineses podem pegar 2 anos de prisão por perturbar recifes de corais na Tailândia

Os turistas estavam em uma viagem na ilha de Koh Racha perto de Phuket, na Tailândia.

O aumento das temperaturas do mar e turismo irrestrito prejudicaram mais de três terços dos recifes de corais da Tailândia (ilustrativa/banco de imagens)

Três turistas chineses que perturbaram um recife de corais enquanto mergulhavam e acenaram com uma estrela-do-mar para a um selfie estão enfrentando até 2 anos de prisão na Tailândia.

Publicidade

O trio estava em uma viagem de mergulho organizada que partiu da ilha de Koh Racha perto de Phuket.

Imagens dos chineses subindo nos corais e segurando a estrela-do-mar surgiram quando foram publicadas por um grupo que monitora violações ecológicas na Tailândia.

Em um post no Facebook, o ministro do Meio Ambiente tailandês, Varawut Silpa-Archa, indicou que 2 deles admitiram o crime após se entregarem para a polícia.

O terceiro, aparentemente, está desaparecido, divulgou a mídia local.

Para encontrar o trio, autoridades trabalharam com a polícia turística, o escritório marítimo e a companhia que organizou a viagem.

Se forem considerados culpados, os turistas chineses podem enfrentar até 2 anos de prisão e uma multa de 200 mil bahts tailandeses.

A companhia que organizou a viagem pediu desculpas pelo ocorrido.

A operadora também prometeu aumentar a conscientização sobre não interferir na vida marítima.

Outras pessoas criticaram os instrutores de mergulho por não falar sobre as regras com os turistas.

Em 2020, dois turistas chineses foram detidos por usar uma lança para capturar peixes ornamentais protegidos enquanto praticavam snorkeling na central da Tailândia.

De acordo com especialistas da vida marinha, o aumento das temperaturas do mar e turismo irrestrito prejudicaram mais de três terços dos recifes de corais da Tailândia.

Fonte: Daily Mail

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Okinawa amarga recorde no número de testados positivo para o coronavírus

Publicado em 7 de julho de 2023, em Sociedade

A província que está no pico do turismo de verão, amarga um recorde indesejável de pessoas com covid. Ao viajar para Okinawa leve máscaras.

Praia de Ikei, em Uruma, cidade de Okinawa (PM)

O destino turístico mais procurado no verão continua com a epidemia do coronavírus, com amargo recorde.

Publicidade

Segundo as informações do governo da província de Okinawa, foram confirmados 12.260 novos casos de infecção pelo coronavírus na semana entre 26 de junho a 2 de julho.

É muito superior ao pico da 8.ª onda de infecção, em agosto do ano passado, e o número de pacientes por instituição médica subiu para o maior do país, de 48,39 por dia. O sistema médico em Okinawa está em situação crítica. Até 2 deste mês são 1.130 pacientes internados, sendo 15 em estado grave.

A taxa de ocupação dos leitos é elevada, chegando a 78%, o que causa forte preocupação para o governo.

“Independentemente da infecção pelo coronavírus ter sido rebaixada, classificada como categoria 5 da Lei de Controle de Doenças Infecciosas, o vírus não mudou. Para movimentar a sociedade e a economia, devemos emitir um alerta de epidemia de forma fácil para qualquer pessoa para entender, assim como a gripe. Quero que cada um de nós, não apenas a comunidade médica, pense no que podemos fazer agora para evitar a repetição da experiência de uma vida que poderia ter sido salva, mas não foi“, apelou um médico de uma clínica de Naha, lotada de pacientes com suspeita, diariamente.

Em Okinawa, o índice de pacientes por instituição médica é o mais elevado do país, que está com média de 6,13.

Portanto, se pensa em viajar para Okinawa, a recomendação é de manter os cuidados básicos de prevenção como usar máscara, higienizar as mãos e manter distanciamento social. 

Vale lembrar que se necessitar fazer teste, ficar internado ou passar por um tratamento, o governo não banca mais desde o rebaixamento da categoria. O paciente precisa usar o seguro médico e pagar a sua parte correspondente.

Fontes: NTV, Ryukyu Shimpo e Okinawa Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UNINTER - Universidade ONLINE para brasileiros no Japão!