Redes de gyudon com parte do menu suspenso e expediente reduzido

As duas gigantescas redes de gyudon, Sukiya e Yoshinoya, restringem temporariamente o expediente em respeito ao pedido do governo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Gyudon (Flickr)

Atendendo ao pedido do governo em relação à medida de suspensão temporária das aulas, e consequente colaboração das empresas para os pais que trabalham e possam ficar com seus filhos nesse período, a rede Sukiya informou suas decisões na segunda-feira (2).

Publicidade

Ela restringiu o menu até que a situação do novo coronavírus normalize pois muitos de seus funcionários precisam ficar com seus filhos. Assim, com falta de mão de obra, cortou cerca de 40 pratos feitos servidos em bandejas e curries do cardápio. 

Somente o tradicional gyudon, a tigela de arroz com carne, continuará sendo servido normalmente, informou. 

Um cliente de 19 anos entrevistado pela NHK disse “pode ser que as pessoas queiram comer outros pratos além do gyudon fiquem desapontadas mas também precisamos compreender para evitar a propagação da infecção”. 

Dependendo das lojas o horário de expediente também será reduzido até que a situação normalize.

Da mesma forma a rede Yoshinoya reduziu o horário de atendimento de seus estabelecimentos, de acordo com a disponibilidade de pessoal. Essa empresa também informou na segunda-feira que essa atitude é em resposta ao pedido de colaboração do governo. 

Ela também informou sobre a redução temporária do menu até a normalização da situação. 

Fontes: NHK e Ryutsuu Biz

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Brasileiro é absolvido no tribunal em Nagoia

Publicado em 3 de março de 2020, em Comunidade

Um segurança brasileiro acusado de agressão contra uma mulher de 27 anos, igualmente verde amarela, foi absolvido pelo juiz, em Nagoia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Martelo do juiz (PxHere)

Um homem de 35 anos, de nacionalidade brasileira, segurança, residente na cidade de Yokkaichi (Mie) no banco do réu, foi acusado de causar ferimentos graves em uma conterrânea de 27 anos, em uma rua de Sakae, em Naka-ku, cidade de Nagoia (Aichi), no ano de 2016. 

Publicidade

Nessa ocasião a vítima teve fratura no osso do nariz e lesão na cabeça, segundo os autos. Acusado de lesão o réu foi absolvido pelo juiz do Tribunal de Nagoia, na segunda-feira (2). 

O juiz questionou a credibilidade do testemunho da vítima, por considerá-la ambígua, embora tenha afirmado “não me mexi e fui atingida por ele no rosto”.

Relato da vítima diferente do das testemunhas

Porém, “os relatos da vítima e das testemunhas não conferem”, analisou o magistrado. Além disso levou em consideração “a ingestão de uma grande quantidade de bebida alcoólica, com possibilidade de queda da percepção e memória” da vítima.

“Não posso afirmar que o testemunho dele não seja confiável e considero razoável duvidar que ele tenha cometido um ataque intencional”, disse o juiz como argumento para a absolvição.

“Investigar um caso envolvendo vários estrangeiros pode levar tempo pois foi necessário um intérprete, mas ele poderia não ter sido processado se a polícia tivesse feito uma cuidadosa investigação inicial”, apontou o advogado após a sentença.

Fontes: Mainichi e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância