Universitários e crianças brasileiras juntos para pintura da parede do Homi Danchi

Uma parede pichada ganhou um ar alegre e colorido pelas mãos das crianças brasileiras, em projeto conjunto com os universitários japoneses.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Crianças brasileiras e universitários posando em frente à parede renovada e colorida (Chunichi Shimbun)

Alguns estudantes da Universidade da Província de Aichi, sob a coordenação do professor Shinji Maruyama, e as crianças brasileiras do Homi Danchi, conjunto habitacional situado em Toyota (Aichi), arregaçaram as mangas para renovar uma parede.

Publicidade

Ela estava toda pichada e, depois dos workshops com os universitários, no mês de dezembro todos se engajaram na prática da pintura, começando pelo esboço. 

Em dois finais de semana – sábado e domingo – as duas equipes conseguiram limpar e concluir a obra, bem colorida, com toque de alegria para o local. 

O belo trabalho pronto renovou a atmosfera do local, por onde passam os residentes.

Ayari Miyazawa, 21 anos, aluna da universidade, figura central do projeto, disse “estou emocionada pelo belo desenho, graças às crianças. Espero que isso melhore um pouco o Homi Danchi”.

Fontes: Consulado e Chunichi Shimbun

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Dono de empreiteira é preso por encaminhar ilegais

Publicado em 14 de janeiro de 2022, em Sociedade

Ele teria enviado trabalhadores estrangeiros em situação ilegal para uma empresa, incluindo filipinos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Dono da empreiteira dentro da viatura policial (NNN)

Segundo a polícia, em 2021, teria encaminhado 3 filipinos, com visto vencido, portanto em situação ilegal, para um trabalho de empacotamento em um depósito de frutas em Koto-ku, Tóquio.

Publicidade

Esses trabalhadores ilegais recebiam de salário 1,7 milhão de ienes ao ano, o equivalente a pouco mais de 140 mil ienes mensais, no período de janeiro a novembro do ano passado.

Acredita-se que Arai tenha enviado 12 estrangeiros, incluindo filipinos, que permaneceram ilegalmente.

Durante o interrogatório teria admitido dizendo que “os enviava porque não havia mão de obra suficiente”.  

Fontes: FNN e NNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância