Governo pede às companhias de energia elétrica para segurar o aumento de preços das tarifas

Os aumentos das tarifas de eletricidade que já estavam previstos para abril serão recalculados a pedido do governo.

Foto ilustrativa (NHK)

As grandes empresas de energia elétrica já haviam informado sobre o aumento das tarifas, mas o Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão (METI) solicitou a revisão, já que os preços dos combustíveis estão começando a cair.

Publicidade

Entre as 10 maiores empresas de energia elétrica, 7  – Hokkaido, Tohoku, Tokyo, Hokuriku, Chugoku, Shikoku, Okinawa Electric Power – já haviam solicitado aumento ao METI, na faixa de 28 a 46%. 

Os preços da importação de petróleo bruto, carvão e GNL (gás natural liquefeito) estão em tendência de queda e, em comparação com o tempo de aplicação de cada empresa, a TEPCO poderia reduzir os custos de combustível em 253,6 bilhões de ienes e a Hokkaido Electric Power em 22,5 bilhões de ienes.  

Como levará algum tempo para recalcular, espera-se que os aumentos anunciados para abril, pela Tohoku, Hokuriku, Chugoku, Shikoku e Okinawa, sejam adiados.

A companhia Okinawa Electric Power, que não havia feito nenhum aumento durante o período difícil, anunciou que os 45% previstos para abril serão revisados, porém, inevitáveis.

Fontes: JNN e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Promessa de corte de até 54% das calorias do arroz nas panelas elétricas: verdade ou mentira?

Publicado em 16 de março de 2023, em Sociedade

Foi realizado um teste com 6 panelas elétricas que prometem reduzir os carboidratos do arroz. Veja os resultados.

Testes com 6 marcas diferentes de panelas de cozimento de arroz para reduzir carboidratos (NHK)

O Centro Nacional de Assuntos do Consumidor do Japão (Kokusen) resolveu aferir o que a propaganda dos fabricantes de panelas elétricas especiais promete, durante o cozimento do arroz, reduzir em até 54% as calorias desse alimento consumido diariamente.

Publicidade

Afinal, é o sonho de consumo das pessoas com diabetes ou que fazem dieta low-carb. Como recebem muitas consultas de que não se vê resultado, foram realizados 2 testes em cada uma das 6 panelas elétricas de marcas famosas

Os resultados foram que o arroz supostamente com menos calorias continha cerca de 10% a 20% mais água do que o arroz normal, ficando levemente empapado, o que reduzia a porcentagem de carboidratos.

Não houve diferença significativa no teor de carboidratos totais, comparando com o cozimento nas panelas elétricas normais.

Além disso, das 5 marcas que afirmam “até 54% menos carboidratos”, 4 ficaram aquém da taxa de corte indicada no anúncio, o que viola a lei, como propaganda enganosa. A faixa de redução dos carboidratos foi de no máximo 10%.

Por isso, o Kokusen adverte aos consumidores que desejam ingerir menos calorias, para comer uma quantidade menor, mesmo que o cozinhe nessas panelas elétricas especiais.

Portanto, se pensava em adquirir uma panela dessas, é melhor pensar duas vezes antes de gastar o dinheiro. É melhor reduzir o consumo da porção em cada refeição.

Selo que indica redução das calorias da panela elétrica de cozimento do arroz (ANN)

Fontes: NHK e ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!