Taxa de desemprego no Japão é a menor em 24 anos

Em novembro, a proporção foi de 156 vagas de trabalho para cada 100 candidatos à procura de emprego.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Proporção de empregos e candidatos foi de 1.56 em novembro, ou seja, 156 vagas de trabalho para cada 100 candidatos (imagem ilustrativa)

O desemprego do Japão atingiu a menor taxa em 24 anos no mês de novembro, enquanto as empresas cada vez mais enfrentam escassez de trabalhadores, mostraram dados do governo na terça-feira (26), na mais recente indicação do fortalecimento da economia.

Publicidade

Os mais recentes dados confirmam que o mercado de trabalho do país continuou apertado enquanto sua economia expandiu pelo sétimo trimestre em julho a setembro.

No entanto, cinco anos após o primeiro-ministro Shinzo Abe ter retornado ao poder com uma promessa de tirar a economia da deflação, a inflação continua resistentemente fraca enquanto os economistas apontam para um morno crescimento salarial.

A taxa de desemprego caiu de 2,8% em outubro para 2,7% em novembro, a menor desde novembro de 1993, de acordo com o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações.

A proporção de empregos e candidatos melhorou ainda mais, de 1.55 em outubro para 1.56 em novembro, o melhor nível desde janeiro de 1974, segundo o ministério. Isso significa que havia 156 vagas de trabalho para cada 100 candidatos.

Após as más condições climáticas terem afetado os gastos do consumidor em outubro – um indicador fundamental do consumo privado que conta por cerca de 60% da economia – aumentaram reais 1,7% em comparação há um ano, para 277.361 ienes.

O crescimento econômico do Japão vem sendo amplamente sustentado por exportações robustas, enquanto faltou força na demanda doméstica.

Fonte: Nikkei
Imagem Bank Image

 

 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Castanhas de 12.800 anos de Nagano são as mais antigas no Japão

Publicado em 27 de dezembro de 2017, em Sociedade

Duas castanhas, as mais antigas encontradas no Japão, foram usadas para propósitos não específicos nos anos iniciais do período Jomon – 16.000 a 11.000 anos atrás.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Acredita-se que as castanhas sejam as mais antigas já encontradas no Japão (Governo de Agematsu via Asahi)

Castanhas antigas provavelmente nunca atraíram tanto interesse no Japão como as recentemente encontradas em ruínas em Agematsu (Nagano).

Publicidade

Duas castanhas, as mais antigas encontradas no Japão, foram usadas para propósitos não específicos nos anos iniciais do período Jomon – 16.000 a 11.000 anos atrás – disseram pesquisadores.

A datação e outra análises de radiocarbono colocaram sua idade ente 12.900 e 12.700 anos.

Orifícios em cada uma delas sugerem que as pessoas podem ter secado as castanhas ao inserir agulhas nelas.

“Podemos confirmar que elas são castanhas altamente importantes, sendo as mais antigas na arqueologia (japonesa)”, disse o prefeito de Agematsu, Makoto Oya, ao anunciar a descoberta em 25 de dezembro.

Até agora, as castanhas mais antigas encontradas no Japão vieram de Numazu (Shizuoka) e remontam de 11.000 a 7.000 anos.

As castanhas de Agematsu foram originalmente descobertas em um fosso de um terreno em 1992 durante a construção da rodovia para a Rota Nacional Nº19. Duas castanhas foram encontradas, assim como 870 fragmentos.

Fonte e imagem: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância