Vietnã coloca vila de 10 mil pessoas em quarentena por causa de coronavírus

A comunidade rural de Son Loi, na província de Vinh Phuc no norte do país, registrou 11 dos 16 casos do Covid-19 no Vietnã, incluindo um bebê de três meses.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulher usando máscara guiando sua bicicleta em Hanói, capital do Vietnã (ilustrativa/PM)

O Vietnã colocou em quarentena uma comunidade de 10 mil pessoas perto da capital Hanói, por 20 dias, por temores de que o novo coronavírus possa se espalhar por lá, disseram dois oficiais à agência Reuters na quinta-feira (13).

Publicidade

A comunidade rural de Son Loi, na província de Vinh Phuc no norte do país, a 44Km de Hanói, registrou 11 dos 16 casos de coronavírus, o Covid-19, no Vietnã, incluindo um bebê de três meses.

“Mais de 10 mil residentes da comunidade não terão permissão para sair nos próximos 20 dias com início hoje”, disse um dos oficiais à agência na quinta-feira.

Ambos os oficiais não quiseram ser identificados citando a sensibilidade da situação.

O coronavírus chegou a Vinh Phuc após pessoas da província que haviam estado na cidade chinesa de Wuhan, onde o vírus foi detectado pela primeira vez, terem retornado para casa ao Vietnã para o feriado de Ano Novo Lunar.

A província é lar para fábricas operadas pelas japonesas Honda e Toyota.

Na quarta-feira (12), a mídia estatal indicou que o governo poderia isolar completamente a comunidade de Son Loi.

“Tudo está sob controle” disse o oficial. “Estamos tentando impedir que o vírus se propague para outras áreas e províncias”.

O Vietnã declarou emergência de saúde pública por causa da epidemia em 1º de fevereiro e proibiu todos os voos de/para a China, onde mais de 1,3 mil pessoas morreram vítimas do vírus.

O país no sudeste asiático elaborou planos para colocar em quarentena centenas de cidadãos vietnamitas que retornam da China, incluindo 950 em campos militares fora de Hanói, e outros 900 em instalações temporárias na fronteira do Vietnã com a China.

Fonte: Agência Reuters

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Nissan amarga prejuízo enquanto Carlos Ghosn poderá ter sua vida no cinema

Publicado em 14 de fevereiro de 2020, em Economia

Depois de 11 anos é a primeira vez que a Nissan fecha o período de outubro a dezembro em vermelho. Por outro lado, a vida de Ghosn em filme repercute no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Volante do carro da Nissan (Pixabay) e Carlos Ghosn (Wikipedia)

Após a fuga cinematográfica do ex-diretor da Nissan Carlos Ghosn e réu na Justiça japonesa, na virada do ano passado, sua vida poderá se transformar em drama de Hollywood, noticiou a Bloomberg na semana anterior. 

Publicidade

O porta-voz de Ghosn informou que está em negociação com o famoso Michael Ovitz, fundador da Creative Artists Agency (CAA) e também já foi presidente da Walt Disney. 

Se a negociação avançar Ghosn terá parte de sua trajetória retratada em filme e série para tevê. Essa notícia logo repercutiu no Japão, em comentários nas redes sociais, negativamente.

“O filme deverá ser produzido a partir do ponto de vista dele, por isso, não tenho a menor vontade de assistir”, escreveu um. 

Um artista famoso escreveu “O Japão não deve deixar isso acontecer. Eu acho que definitivamente será um filme vergonhoso para o país.”.

Nissan no vermelho e processo contra Ghosn

Em meio a essa repercussão negativa a Nissan Motor entrou com uma ação judicial contra Ghosn no Tribunal de Yokohama, pedindo indenização de 10 bilhões de ienes, no dia 12. É um valor para recuperar a perda de fundos da empresa para fins particulares. Mas, se o Japão e Líbano – para onde fugiu – não têm tratado de extradição o julgamento não ocorrerá. 

Na quinta-feira (13) essa montadora que Ghosn tirou da falência e a tornou uma das 5 maiores do mundo informou que fechou o balanço de outubro a dezembro em vermelho, depois de 11 anos. 

E ainda tem outro agravante, o da pneumonia na China, o maior mercado da Nissan. Por isso, o presidente Makoto Uchida declarou “levará mais um pouco de tempo para a melhoria”.

Uchida se concentra em restaurar seu relacionamento com a Renault na França,  a qual piorou após a prisão de Ghosn. Também se empenha na reestruturação considerando reduzir o volume de vendas.

Fontes: Bloomberg, NHK, Sankei e Jisin

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância