Distribuição de vacinas é ajustada para endereçar escassez

A vacinação no país está ganhando ritmo após um início lento, mas agora alguns governos estão enfrentando problemas com fornecimento.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Frasco de vacina da Pfizer/BioNTech (banco de imagens)

O Ministério da Saúde do Japão decidiu reduzir os fornecimentos de vacinas contra coronavírus em certos municípios os quais considera-se terem estoques suficientes.

Publicidade

O programa de vacinação do país está ganhando ritmo após um início lento. Contudo agora alguns governos locais estão enfrentando problemas com fornecimento, forçando alguns a suspenderem reservas para inoculação.

A medida levou funcionários do ministério a revisarem a alocação de doses de vacina da Pfizer/BioNTech para as primeiras duas semanas de agosto.

Dez mil caixas, ou 11,7 milhões de doses, devem ser entregues a municípios em toda a nação durante o período. Oito mil caixas devem ser distribuídas de acordo com populações na faixa dos 12 aos 64 anos.

O ministério decidiu na segunda-feira (12) cortar os fornecimentos em 10% a áreas que foram julgadas como tendo estoques suficientes.

Isso foi determinado ao comparar o número de doses recebidas por cada município desde 4 de julho, e o de imunizantes administrados que foram registrados em uma base de dados nacional desde 8 de julho.

Como resultado, o compartilhamento de vacinas para a cidade de Osaka foi reduzido de 164 caixas para 148. Nagoia receberá 124 caixas, queda das 137. Sapporo receberá 103, reduzidas de 114 e Sendai obterá 59, redução das 65.

Um total de 298 caixas foi coletado através da revisão. Elas serão adicionadas a 2 mil caixas separadas para governos provinciais, que foram solicitados a ajustarem entregas e dar prioridade a municípios que enfrentam escassez no fornecimento de vacinas.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Vacina da J&J está ligada à rara doença no sistema nervoso

Publicado em 13 de julho de 2021, em Notícias do Mundo

Johnson & Johnson discute com o FDA dos EUA sobre efeitos colaterais de sua vacina contra Covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vacina da J&J ligada a casos raros de um distúrbio neurológico, a síndrome de Guillain-Barré (banco de imagens)

A Johnson & Johnson (J&J) disse na segunda-feira (12) que estava realizando discussões com a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) sobre casos raros de um distúrbio neurológico, a síndrome de Guillain-Barré, que foi reportada após vacinação com o imunizante contra Covid-19 da Janssen.

Publicidade

A chance de ter a síndrome ocorrer é muito baixa e a taxa de casos reportados excede a proporção básica em um pequeno grau, disse a J&J.

A declaração segue uma reportagem do Washington Post na segunda-feira, a qual disse que o FDA deve anunciar um novo alerta sobre a vacina contra coronavírus da J&J relacionado a uma rara doença autoimune.

A síndrome Guillain-Barré é um raro distúrbio neurológico em que o sistema imune do corpo ataca de forma errônea parte de seu sistema nervoso periférico, ou a rede de nervos localizada fora do cérebro e medula espinhal.

Fonte: Financial Post

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância