EUA colocam 8,5 mil soldados em ‘alerta máximo’ por tensão na Ucrânia

Temores de uma invasão russa por terra na vizinha Ucrânia surge no continente europeu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Milhares de soldados dos EUA foram colocados de prontidão para serem enviados ao leste da Europa, visto que temores de uma invasão russa por terra na vizinha Ucrânia surge no continente europeu.

Publicidade

A decisão do presidente Joe Biden em alertar as unidades militares na segunda-feira (24) representa uma mudança abrupta na abordagem da crise, visto que as tensões pioram ao longo da fronteira ucraniana.

Em meio aos alertas da inteligência de que uma invasão russa na Ucrânia poderia estar iminente, o presidente dos EUA está agora considerando mover milhares de soldados, navios e aviões para os países Bálticos e Europa Oriental.

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que até 8,5 mil soldados foram colocados sob alerta elevado para mobilização a fim de aumentar as defesas dos aliados da OTAN se a Rússia invadir.

“Nenhuma decisão para enviar foi feita”, disse Kirby. “Acredito que ninguém quer ver uma outra guerra no continente europeu e não há razão para isso acontecer”.

O presidente Vladmir Putin nega que a Rússia tenha qualquer intenção de atacar a Ucrânia, mas deixou claro que considera o suporte militar da OTAN aos países vizinhos uma crescente ameaça.

Fonte: Time

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Medidas prioritárias: mais 18 províncias, total de 34

Publicado em 25 de janeiro de 2022, em Sociedade

A partir de 27 deste mês passam a ser 34 províncias sob as medidas prioritárias. Veja as recomendações importantes do dr. Shigeru Omi!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Passageiros com máscara (Pixabay)

No começo da tarde de terça-feira (25), o comitê de controle de doenças infecciosas do governo do Japão aprovou a aplicação das medidas prioritárias para frear a propagação do coronavírus, especialmente por causa da variante ômicron.

Publicidade

Foram adicionadas 18 províncias às atuais 16, portanto, somam 34, incluindo as com grande número de residentes brasileiros

São Hokkaido, Aomori, Yamagata, Fukushima, Tochigi, Ibaraki, Shizuoka, Ishikawa, Nagano, Osaka, Quioto, Hyogo, Okayama, Shimane, Fukuoka, Saga, Oita e Kagoshima.

¾ do país passa a ficar sob as medidas especiais (Yomiuri)

O período é de 27 de janeiro a 20 de fevereiro. Os governadores de cada província deverão anunciar as medidas restritivas como os horários dos expedientes dos bares e restaurantes e até que horas podem ou não ser servidas bebidas alcoólicas, pedidos para abstenção de se locomover para outras províncias, aceleração da vacinação para a população em geral, entre outras. 

Para as três províncias – Hiroshima, Yamaguchi e Okinawa – aplicadas desde 9 deste mês, com prazo até 31, foi aprovada a prorrogação até 20 de fevereiro.   

Cuidados importantes recomendados pelo médico Shigeru Omi

O presidente do comitê, médico especializado em medicina comunitária e doenças infecciosas, Shigeru Omi, reafirma atitudes proativas em relação à prevenção, muito importantes para a população.

Médico e presidente do comitê, Shigeru Omi (ANN)

“Use máscara adequadamente. Cubra bem o nariz. Máscaras de uretano e de pano têm pouco efeito protetor, então use uma TNT bem ajustada ao rosto“, explicou Omi. 

Reiterou novamente que nesse período para frear a infecção, mais do que evitar aglomerações, é preciso reduzir o número de pessoas de um grupo que sai para beber e comer fora. E também, falar baixo para evitar respingar os perdigotos.

Acima de tudo isso, destaca a importância da ventilação, mesmo que a temperatura seja baixa. “A ventilação é mais importante do que nunca“, reitera.

“Se você se sentir mal, na suspeita da infecção evite sair e faça o teste”, adverte.   

“Em relação à vacinação, dizem que o efeito de prevenção da infecção está diminuindo gradualmente, mas não é completamente zero. É importante fazer uma dupla barreira de defesa. Uma é a vacina e a outra é o uso da máscara. Se fizerem isso, esperamos que a infecção seja suprimida até certo ponto”, apontou.

Fontes: Yomiuri, NHK e ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância