Mais um caso de ômicron no Japão, o primeiro em Tóquio

Ele testou negativo ao voltar para o Japão, mas depois se infectou e no exame detalhado constatou-se tratar da variante ômicron.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa do SARS-CoV-2 (Pixabay)

A governadora da região metropolitana de Tóquio, Yuriko Koike, informou, na quinta-feira (16) que a variante ômicron foi confirmada em uma pessoa que voltou do exterior e testou positivo para o novo coronavírus. É o primeiro caso em Tóquio e o 33.º no país.   

Publicidade

Essa pessoa estava em quarentena em casa, depois de retornar do exterior. Teve contato próximo com uma outra, a qual testou positivo no dia anterior, quarta-feira, e a amostra foi encaminhada para análise do genoma. 

Em 12 deste mês, essa pessoa com confirmação da infecção pela variante ômicron esteve no Estádio Atlético Todoroki, em Kasawaki, para assistir uma partida desportiva. Por isso, as 80 pessoas à sua volta, consideradas de contato próximo, necessitam fazer teste PCR

“Os passageiros de determinados países podem voltar logo para casa e resulta que podem testar positivo. O país deve repensar na quarentena para torná-la mais confiável. Aqueles que retornarem devem agir tendo em mente a possibilidade de infectar outras pessoas”, disse a governadora.

O secretário-chefe de gabinete, Hirokazu Matsuno, em uma entrevista coletiva que a pessoa infectada com a cepa ômicron em Tóquio, disse: “Foi confirmado um caso enquanto estava em quarentena, com um contato próximo identificado. Não acho que tenha sido um contágio na comunidade”.  

Fontes: NHK e Tokyo Shimbun

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Nissan construirá novas fábricas de reciclagem de baterias nos EUA e Europa

Publicado em 16 de dezembro de 2021, em Notícias do Mundo

As fábricas seriam as primeiras instalações de reciclagem de baterias da companhia construídas fora do Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Nissan disse que a reciclagem de baterias e reuso em VEs pode ajudar a reduzir os custos de produção (banco de imagens)

A Nissan planeja construir novas fábricas de reciclagem de baterias nos EUA e Europa até o fim do ano fiscal de 2025, divulgou o site Nikkei nesta quinta-feira (16).

Publicidade

A montadora japonesa espera que a reciclagem de baterias e reuso em veículos elétricos (VEs) ajude a reduzir os custos de produção, visto que o preço de materiais raros aumenta, disse o Nikkei.

As fábricas seriam as primeiras instalações de reciclagem de baterias da companhia construídas fora do Japão, acrescentou a reportagem, sem especificar o país na Europa onde a fábrica seria construída.

No mês passado, a companhia anunciou que gastaria ¥ 2 trilhões (US$17.53 bilhões) ao longo de 5 anos para aumentar a eletrificação de veículos e alcançar rivais em um dos segmentos que cresce mais rápido para montadoras de carros.

A Nissan disse que planeja lançar 23 veículos eletrificados, incluindo 15 VEs, até 2030.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância