Formação do tufão de número 15, causa da chuva em Kansai e Tokai

O ciclone tropical se transformou em tufão e a sua aproximação já está causando chuva forte.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Previsão do curso do 15.º tufão (AMJ)

A Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou que o ciclone tropical se transformou em tufão, na manhã de sexta-feira (23).

Publicidade

O 15.º tufão do ano ganhou o nome de Talas, atribuído pelas Filipinas, o que significa nitidez. Está a cerca de 300km ao sul do Cabo Muroto, sobre o Oceano Pacífico, com 1.000hPa, e se move a 20km/h em direção a Shionomisaki (Wakayama). 

O Talas não se desenvolverá como o anterior, de número 14. Ainda assim, requer mais atenção à chuva do que as rajadas de vento. Mesmo antes de sua aproximação ao arquipélago principal, já está chovendo forte em parte de Kansai e Tokai. 

O tufão de número 15 deverá se aproximar de Omaezaki (Shizuoka) por volta das 9h de sábado (24).

Na região da Península de Kii, em Wakayama, o índice pluviométrico esperado até sábado é de cerca de 300mm. Além disso, há previsão de que haja lugares superiores a 100mm nas regiões Tokai e Kanto.

À esq. imagem de satélite do tufão Talas (NTV) e à dir. nuvens sobre Wakayama e Mie, causa da chuva forte, às 15h de 6.ª feira (WeatherNews)

Devido ao impacto da frente que se aproxima do norte do Japão, existe a possibilidade de chuva forte em uma ampla área durante o fim de semana prolongado que começou na sexta-feira, portanto, convém ficar atento.   

Para quem planeja viajar é importante verificar as informações do tráfego.

Há um ciclone tropical a leste das Filipinas, o qual deverá se transformar no 16.º tufão do ano, no sábado. Deverá seguir um curso em direção a Tailândia. 

O tufão Talas é o quarto do mês de setembro, sendo que a média desse mês é de 5, portanto, com o 16.º à vista, será o quinto. 

Talas e o atual ciclone tropical que deverá se transformar em tufão (AMJ)

Fontes: AMJ, NTV e WeatherNews

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Toyota anuncia suspensão parcial da produção em outubro

Publicado em 23 de setembro de 2022, em Economia

Em outubro a montadora Toyota terá paralisações em 10 de suas 28 linhas, incluindo as de Aichi, afetando a meta de produção.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa do RAV4 (HP)

Na quinta-feira (22), a Toyota Motor anunciou que o volume de produção global em outubro provavelmente será de cerca de 800 mil unidades, inferior ao programado inicialmente, de 900 mil por mês, entre setembro e novembro. 

Publicidade

A previsão de produção anual de 9,7 milhões de unidades para o ano fiscal que termina em março de 2023 permanece inalterada.

O total das 800 mil unidades se divide em 550 mil de produção no exterior e 250 mil dentro do país.

O volume de produção global para os próximos três meses a partir de outubro está previsto para uma média de 850 mil unidades por mês. Para chegar ao plano anual de 9,7 milhões de unidades, é necessário produzir em média mais de 900 mil unidades por mês nos cinco meses restantes.

Como continua a escassez de semicondutores, a Toyota informou que parte das 28 linhas em 14 plantas do país sofrerão paralisações parciais, de no máximo 12 dias.

São 10 linhas de 7 plantas, como a de Takaoka, na cidade de Toyota (Aichi), onde se produz o Harrier e RAV4, com suspensão de 7 a 20 de outubro.

A de Motomachi, igualmente na cidade de Toyota, ficará fechada entre os dias 3 e 4. Em dois sábados, 8 e 15, a linha 2 de Tsutsumi, de Toyota, será suspensa.

As demais plantas são de Tahara (Aichi), da Toyota Industries, a de Miyata em Kyushu e uma da Hino.

O impacto da paralisação da produção será de 70 mil unidades, incluindo alguns ajustes de produção.

Fonte: divulgação 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência